FARMÁCIA COMUNITÁRIA E LVMNSRM

Que produtos podem SER recolhIDOS nOs PONTOS DE RECOLHA VALORMED?

No âmbito do SIGREM (Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens de Medicamentos) e ao funcionarem como pontos de retoma, as Farmácias Comunitárias e LVMNSRM (Locais de Venda de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica), asseguram a recepção assistida dos resíduos de embalagens e restos de medicamentos fora de uso ou prazo de validade.
Neste subsistema estão abrangidos os resíduos das embalagens primárias de medicamentos de uso humano, sujeitos ou não a receita médica, que são as típicas embalagens de venda ao público na sua apresentação mais completa, e pelas embalagens de medicamentos e produtos de uso veterinário cujo prazo de validade ou de consumo se encontra ultrapassado, de origem e consumo doméstico.


Que delimitação existe neste subsistema (Subsistema das Farmácias Comunitárias e LVMNSRM) quanto ao tipo de embalagem?
Este subsistema é prioritariamente destinado a assegurar a recolha para posterior valorização de resíduos de embalagens, quaisquer que sejam os materiais utilizados no fabrico da mesma, a que deve ser associada a vantagem de poder ser eliminada de um modo seguro restos de medicação de origem doméstica que possam ser depositados nos contentores VALORMED.

 

Que papel em todo este processo têm os funcionários que exercem a sua actividade nos pontos de recolha da VALORMED?
As Farmácias Comunitárias e LVMNSRM (Locais de Venda de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica), participam na divulgação das campanhas de comunicação e informação que regularmente são desenvolvidas pela VALORMED e, por isso, os funcionários que aí exercem a sua actividade profissional cumprem um papel fundamental.
Assim, enquanto técnicos de saúde, para além da prestação de informações úteis de saúde, também devem contribuir activamente na sensibilização e educação dos utentes para boas práticas ambientais, pelo que, no momento de dispensa dos produtos, é fundamental que informem da necessidade de serem devolvidas as embalagens vazias e dos medicamentos fora de uso ou de prazo de validade. Por outro lado, sempre que for possível, é recomendável que confirmem que os cidadãos estão apenas a entregar resíduos de embalagens e de medicamentos, e não outros resíduos que não fazem parte do âmbito da licença atribuída à VALORMED pela APA (Agência Portuguesa do Ambiente).

 

Que outras atividades podem os pontos de recolha VALORMED dinamizar?
Com o suporte e apoio da VALORMED, que fornecerá o material didático e promocional existente, os pontos de recolha podem promover e organizar acções com a comunidade local (nomeadamente, escolas, jardins de infância, lares de idosos ou de terceira idade, etc.), e até disponibilizarem o seu espaço físico para outro tipo de actividades de sensibilização e educação por si concebidas. Para o efeito, basta contactarem directamente a VALORMED, ou o seu Consultor Promocional, que prestarão todas as informações necessárias para a sua concretização.

 

Todos direitos reservados ValorMed ©.